Compras No Paraguai

guia de compras para aproveitar no paraguai

Guia de compras e cuidados a serem observados no Paraguai

Muita gente gosta de fazer uma pequena viagem ao Paraguai e fazer compras, seja para consumo próprio ou para revenda. A maioria das pessoas acostumadas a fazer compras no Paraguai, no entanto, já conhece alguns riscos e cuidados necessários para essas compras, como por exemplo, evitar a compra de produtos proibidos, fazer compras em lugares confiáveis e não ultrapassar as cotas permitidas, que estão atualmente em US$ 300 para via terrestre e US$ 500 para via aérea.

Acompanhe conosco os passos que você deve aprender para fazer compra no Paraguai sem problemas no transporte e na aduana.

1.    Cuidados com o transporte e com a segurança pessoal

Você pode ir  comprar no Paraguai com seu carro próprio ou em ônibus fretados especialmente para isso (são inúmeras as empresas que fazem esse tipo de viagem). Antes de toma um ônibus, porém, verifique bem as condições da empresa, se está legalizada ou não e se tem autorização para esse tipo de viagem.

A segurança pessoal é outro item importante. Quando estiver fazendo compras, tome cuidado com a carteira, levando-a sempre no bolso da frente, e andando em grupos. Os mal intencionados estão sempre à solta, procurando encontrar as maiores facilidades para cometer crimes. Também não peça informações a transeuntes, faça isso sempre nas lojas, com as pessoas que estão lhe atendendo.

2.    Faça um planejamento antes de fazer as compras

Faça antes o planejamento da viagem, a rota que irá tomar, a relação dos produtos que irá comprar, os valores que pesquisou e o nome das lojas que irá visitar. Isso é muito fácil encontrar na internet.

Procure também marcar produtos semelhantes, se não encontrar o que está procurando, sempre tendo uma segunda opção para as compras. O que você encontra no Paraguai é uma enorme variedade de produtos. Assim, esteja bem atendo à qualidade dos mesmos e sua originalidade ou não. Alguns vendedores costumam empurrar produtos de segunda categoria para compradores novatos.

Evite também fazer compras em bancas de rua. Tenha a garantia oferecida pelas lojas, que oferecem produtos de qualidade e de boa procedência. Não se envergonhe de pechinchar, você pode conseguir excelentes descontos, principalmente quando comprar uma quantia maior do mesmo produto.

3.    Cuidado com produtos proibidos pela Receita Federal

Existem alguns itens proibidos de entrar no Brasil pela aduana, e você precisa estar atento a isso para não ter prejuízo em seu retorno. Veja algumas restrições impostas pela Receita Federal:

  • Cuidado com a quantidade de um mesmo produto. As compras estão autorizadas para turistas e não são permitidas para revenda. Assim, quando for comprar, mantenha um limite viável na quantidade;
  • Você não pode comprar motos, motonetas, bicicletas, automóveis, traillers e veículos terrestres, bem como aeronaves e embarcações de qualquer tipo, como motos aquáticas, motores de embarcações e acessórios;
  • Também estão proibidos os cigarros e bebidas alcoólicas produzidos no Brasil e destinados à venda exclusiva no exterior;
  • Não precisamos nem comentar sobre substâncias entorpecentes ou drogas, isso é chover no molhado e você sabe muito bem disso;
  • Evite também trazer compras escondidas. Se os fiscais aduaneiros pegarem, você terá prejuízo, já que a compra ficará retida pela Receita Federal.

4.    Cuidados depois das compras

Antes de retornar ao Brasil, depois das compras , você terá de passar pela aduana brasileira, onde estão os fiscais da Receita Federal. Eles irão analisar a quantidade de produtos que você comprou e o valor final que você pagou, para ver se estão dentro da cota estabelecida.

Se o valor dos produtos ultrapassar a cota, você terá que registrá-los na Receita Federal, preenchendo um formulário chamado DBA e fazendo o pagamento do imposto sobre o valor excedido. Tome cuidado que isso pode encarecer os seus produtos em pelo menos 60%.

Se você tomar todos os procedimentos corretos, poderá ser liberado mais facilmente. Evite tentar enganar os fiscais, porque poderá além de pagar o imposto, também ser multado ou retido pela Polícia Federal no retorno, onde, se não tiver pago as taxas devidas, poderá ter os produtos apreendidos.

O Paraguai sempre foi o destino de brasileiro em busca de produtos para revender. Mas com a popularidade da internet e a exigência dos consumidores por produtos de maior qualidade, a realidade tem sido outra.

Importar produtos da China, Estados Unidos, Peru, sem sair de casa tem sido cada vez mais comum. E essa prática aliada ao espírito empreendedor que nós brasileiros temos, estão se profissionalizando e fazendo muito dinheiro com isso.

Como foi citado em outro artigo, o consumo de produtos importados no ano foi de 2014 foi de 22% de todas as vendas realizadas no país.

Os dados são de fontes oficiais e não incluem uma grande maioria de pessoas simples que importam produtos de vários cantos do mundo e depois revendem com margens de lucro de até 90%. Parece inacreditável mas são pessoas física que ou deram um duro por anos para adquirir experiência. Ou escolheram um caminho mais fácil, se profissionalizando através de cursos como academia do importador, que está fazendo de pessoas comuns, empreendedores de sucesso.

Compras No Paraguai
3 (60%) 2 votes